segunda-feira, 12 março, 2012 – 16:12 pm

CIDADE ALTERNATIVO: PRIMEIRAS IMPRESSÕES.

O novo supermercado de Mossoró, denominado de Cidade Alternativo, traz algumas peculiaridades que realmente o tornam alternativo.

Localizado ao lado do cemitério São Sebastião, o Cidade Alternativo ganha em espaço interno, organização das gôndolas e higiene, mas deixa a desejar no quesito climatização.

Quanto aos caixas, o supermercado não está usando equipamentos modernos (usa máquinas sem esteira), mas vale frisar que a quantidade é suficiente para evitar grandes filas.

De alternativo podemos destacar a diferença de preços de acordo com a quantidade comprada. Cada item possui três preços: para quem compra apenas uma unidade, para quem compra de 3 a 5 e para quem compra mais de 5. O preço é mais barato à medida que você compra mais unidades do produto.

Outra diferença entre o Alternativo e os demais supermercados da cidade é a inexistência de atendimento de balcão. Não há açougueiros e nem atendentes na padaria.

O estacionamento vem recebendo muitas críticas dos clientes, sobretudo pelo fato de a pista que lhe dá acesso passar exatamente pela única saída e entrada de clientes, o que provoca disputa de espaços entre pedestres e veículos, causando tumulto.

No cômputo geral, entretanto, é uma boa opção para fazer suas compras, sobretudo pela localização central e seu amplo espaço interno.


Categoria: OPINIÃO DO BLOG
Vocé pode acompanhar todas as respostas a esta entrada através do RSS 2.0 feed.

5 Comentários

12/03/2012
Boca de Xafurdo

Ei, psiu! Quer saber para onde vai o dinheiro que que você paga de impostos?

O discurso é um pouco longo mas vale a pena ler.

“Além de financiar a escola de pilotos do comentarista GALVÃO BUENO, como se divulgou há poucos dias, a Lei de Incentivo ao Esporte tem outro famoso na lista dos beneficiados por dinheiro público no automobilismo de competição: EMERSON FITTIPALDI.

Em setembro do ano passado, o Ministério do Esporte aprovou projeto de R$ 1 milhão para o “Programa de Formação do Piloto PIETRO FITTIPALDI, na Fórmula Nascar”. Dinheiro da Lei de Incentivo ao Esporte que já foi captado.

PIETRO, de 15 anos, é neto de EMERSON, nasceu e mora nos Estados Unidos, onde disputa a categoria de automobilismo.

Barbaridades

R$ 10,5 milhões: é valor total para projetos gerais de automobilismo aprovados pelo Ministério do Esporte, entre 2011 e 2012.

Só a Associação das Equipes e Pilotos de automobilismo Amador vai levar R$ 3,6 milhões. Outros R$ 2,1 milhões vão para o Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3.

Repito, a lei permite, mas faltam critérios do Ministério do Esporte para limitar projetos como esses, pois quem é profissional de automobilismo têm alto poder aquisitivo.

Desperdícios

Claro que automobilismo merece apoios, mas que venham da iniciativa privada! Diante dos gravíssimos problemas de estrutura para a prática esportiva em comunidades carentes, aplicar dinheiro público na formação de pilotos é um DEBOCHE.

Lembro que apenas 53% das escolas públicas brasileiras têm uma quadra “decente” para a prática esportiva da garotada.

Esse contraste demonstra a total ausência de políticas públicas e definições de prioridades do governo para o esporte, como já denunciou o Tribunal de Contas da União. Denúncias, apenas isso…

Farra

Não podemos esquecer que a Lei de Incentivo ao Esporte usa recursos do Imposto de Renda. O governo abre mão de R$ 300 milhões anuais para aplicar em projetos que contribuam, de fato, para o fortalecimento e desenvolvimento do esporte.

No entanto, num país com limitações de verbas para as áreas da educação e da saúde, principalmente, o dinheiro público que falta aos hospitais, por exemplo, destina-se à elite, aos que usam nomes consagrados para captar com facilidade verba pública do imposto de renda.

Agressão

Há seis anos o Ministério do Esporte fecha os olhos a essa falta de planejamento, metas e prioridades para o uso do bem público, com total omissão do Conselho Nacional de Esporte.

Assim, o Conselho afronta as políticas econômicas do Ministério do Planejamento, da Receita Federal, do próprio Palácio do Planalto, que alertam para a necessidade de fixar prioridades nos gastos públicos. E a nossa prioridade no esporte não é o automobilismo de competição.

A Lei de Incentivo precisa urgentemente de uma revisão de critérios. Enquanto isso, continuaremos jogando dinheiro pela janela do desperdício.

Proponente: Instituto Emerson Fittipaldi -02.339.999/0001-23
Título do Projeto: Programa de Formação do Piloto Pietro Fittipaldi na NASCAR
Nº SLIE: 1101751-15 UF: SP
Nº do Processo: 58701.000154/2011-45 Estimativa Público: 2160001
Valor Aprovado para Captação (R$): 1.001.203,00 Prazo para Captação: 22/09/2011 a 31/12/2012

Aí Boca pergunta: Você ainda que esta bosta de país é sério?????????

Pia aí! Lá vai o netinho de Fittipaldi em seu carão queimando gasolina as nossas custas. Escuta aí, ó.

Vrummmm! Vrummmm! Vrummmm! Vrummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

Cê ouviu o som que saiu da buzina do carrão.

♫ BRAZIU ZIU ZIU ♫ ♫ BRAZIU ZIU ZIU ♫ ♫ BRAZIU ZIU ZIU ♫ ♫ BRAZIU ZIU ZIU ♫

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Acorda cambada de otários kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


13/03/2012
Laerte - Natal

Não era o PT que dizia que quando chegasse ao poder acabaria com as farras com o dinheiro público? A não ser que o PT entenda que é correto financiar a carreira milionária dos filhos de Fittipaldi e Galvão Bueno. E os filhos das Marias e dos Josés pobres pobres deste país? O PT não financia nada? Nem para serem pilotos de jegues? O governo do PT é muito vivo e ativo enquanto a população, coitada, segue a risca a letra do hino nacional – Deitado eternamente em berço esplendido – hahahahahahahahahahaahah


13/03/2012
Seu Lunga

ÉéééÉÉÉééééÉÉÉÉééééééééééé´do Brasiiiiiiiiiiiiil. É dobradinha brasileira minha gente. Cacá Bueno em primeiro e Pietro Fittipaldi em segundo. E haaaaaaaaaja coração.


13/03/2012
Meyre Almeida

Difícil é saber quais das peças é a mais insossa:
Emerson Fitipaldi, Galvão Bueno ou o governo brasileiro.
Os dois primeiros não moram no Brasil mas adoooooooram o povo brasileiro. Sem a audiência dos babacas, o Galvão Bueno, por exemplo, não seria nada.
E viva o povo babaca do Brasil


13/03/2012
Paulo Melo

Erasmo:

O novo supermercado de Mossoró, mostra a força de Basto (Sebastião Felipe Mendonça), empresário que passou por enormes dificuldades para se adaptar ao Plano Real, e viu o seu “Pague Menos” se afundar.
Devagarzinho como bom Sertanejo ele vem se reerguendo mesmo que concorrendo com duas grandes redes locais (Rebouças e Queiroz) e com duas grandes redes nacionais (Atacadão e Hiper Bom preço).
É um dos melhores empresários desta cidade, quando do Pague Menos, chegou a ter mais de 600 funcionários e caminha para voltar, uma vez que apenas o Cidade Alternativo tem quase 200 funcionários.
Concordo com você que há a necessidade de algumas adaptações na nova loja, mas é com críticas como a sua, que com certeza serão aproveitadas pelos que fazem aquela empresa.
Para você ter uma idéia do problema do estacionamento, eu, já tentei parar o meu carro em três oportunidade para conhecer o ambiente e fazer compras, contudo, ainda não conseguiu, mas isso deverá ser solucionado com o tempo.
Está de Parabéns Basto, e Parabéns Mossoró.
No que se refere as críticas de “Boca de Xafurdo”, a coisa me parece que é mais escabrosa, pois no ano passado a imprensa noticiou que a cantora Maria Bethania, tinha captado mais de um milhão de reais para montagem de um blog ou home page, onde divulgaria a sua obra por um ano e esta seria remunerada em mais de R$ 100.000,00 a cada mês, por aquele “serviço”, o mesmo acontece em alguns filmes, onde são “captados” dinheiro através das “isenções” públicas, e os filmes sequer vão para a telona, como exemplo é o caso do ator Guilherme Fontes, entre tantos outros… Esse é o Brasil, cujos políticos nós elegemos, então os culpados não são a turma do “PT” mas nós brasileiros que não sabemos escolher os nossos representantes.